Benfica quer travar divulgação de e-mails por parte do FC Porto

De forma a travar a divulgação de e-mails por parte de Francisco J. Marques , o Benfica intentou uma providencia Cautelar no Tribunal Cível do Porto. Com esta providencia Cautela r, o clube da luz pretendia receber um milhão de euros por cada e-mail que fosse divulgado.

Contudo o Benfica viu a magistrada recusar o decreto do procedimento sem audição das pates visadas. Neste caso as partes visadas são Francisco J. Marques e quatro sociedades ligadas aos Dragões SAD, clube, FC Porto Media e o Porto Canal.

Esta ação foi confirmada pelo próprio director de comunicação do FC Porto que confirmou o procedimento: “É verdade. Confirmo que o Benfica intentou uma providência cautelar, que agora segue os trâmites e os prazos legais”.

Os advogados dos Dragões tem assim 10 dias para contestar a ação.