FC Porto

Numa reunião onde esteve Fernando Gomes, presidente da FPF, António Costa, primeiro-ministro, Pinto da Costa, Luís Filipe Vieira e Pedro Proença em São Bento, foi discutido o futuro do futebol português.

“Retoma do futebol está dependente das autoridades de saúde”, afirmou Fernando Gomes após o encontro. “Na próxima quinta-feira quando o primeiro-ministro anunciar o plano de remota transmitirá se estão criadas as condições”

“Acima de tudo interessa a saúde dos atletas, treinadores, de todas as pessoas envolvidas no espectáculo do futebol. Essa avaliação vai ser feita. O regresso está dependente da decisão dos técnicos. A retoma tem a ver com a análise do risco”.

Quanto a possibilidade de usar menos estádios, e fazê-lo numa localização geográfica mais confinada, “enquadra-se na avaliação do risco”, explicou Fernando Gomes em São Bento, e na tentativa de aferir “a prudência da retoma”